A presença do princípio anarquista da Ação Direta na Rússia e no Brasil em 1917

Danillo Rosa Marcelino

Resumo


Neste artigo pretende-se evidenciar a presença do princípio anarquista da ação direta nas mãos dos trabalhadores, anarquistas e sindicalistas revolucionários no processo revolucionário russo e na agitação social brasileira entre 1917 e 1919. Daremos atenção às ações em conjunto desses grupos que por via da espontaneidade vinculada à experiência de penúria e de referências teóricas libertárias lutaram contra uma organização social estabelecida de cima para baixo, e aos escritos de referência da ação direta. Dentro do período analisado um dos caminhos pelo qual a ação direta pode ser compreendida é pela ação autônoma dos trabalhadores contra a opressão e exploração. E sua prática é constituída na forma de greve, greve geral (revolucionária), boicote, sabotagem, em primeira instância. Com a análise procura-se refletir qual foi o papel da ação direta quando mobilizada pelo movimento anarquista e movimento operário no Brasil e no cenário revolucionário russo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Escrita da História