Demonologia e religiosidade: o Diabo no imaginário colonial

Lucimar Felisberto Santos

Resumo


No âmbito de um movimento intelectual que elegeu a mentalidade como possibilidade analítica para melhor compreender complexidades das sociedades modernas no século passado, importantes estudos tematizaram a demonologia. Neste texto, recupera-se a atualidade de alguns dos argumentos defendidos por seus autores para uma reflexão sobre o imaginário religioso do Brasil colonial. Em tela o sentido da construção e da instrumentalização da personalidade da personagem Diabo. Esta construção foi transmigrada do sistema religioso europeu cristão para dar sentido à hierarquia e à legitimidade construídas para colonizar culturas religiosas de outros povos, destacadamente aquela trazida pelos africanos na travessia do Atlântico e que vem, sucessivamente, sendo transferida aos seus até os dias de hoje.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.