Os fragmentos de Ernest Hemingway e a narrativa no século XX

Autores

  • João Arthur Macieira Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Historiografia, Literatura, Romance

Resumo

O artigo busca apresentar um estudo das formas narrativas elaboradas pelo escritor Ernest Hemingway, tendo como chave de leitura três conceitos: fragmentação, superficialidade e menoridade.A referência aqui são os ensaios de Gilles Deleuze sobre literatura estadunidense. A partir dessa análise geral da obra ficcional de Hemingway, o artigo esboça uma contribuição o pensamento historiográfico contemporâneo

Biografia do Autor

João Arthur Macieira, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutorando em História Social da Cultura pela PUC-Rio. Bolsista CAPES na modalidade PROSUC.

Referências

AUERBACH, Erich. Ensaios de Literatura Ocidental. São Paulo: Editora 34, 2020.

AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 1971.

BAKER, Carlos. Hemingway: o escritor como artista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1974.

BAKER, Carlos. Ernest Hemingway: o romance de uma vida. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura – Obras Escolhidas I, trad. Sergio Paulo Rouanet, São Paulo: Brasiliense, 1987.

CARPEAUX, Otto Maria. As revoltas modernistas em História da Literatura Ocidental – v. IV, Brasília: Editora do Senado Federal, 2008.

COSTA LIMA, Luiz. Mimesis: desafio ao pensamento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

DELEUZE, Gilles. Cinema 1 – a imagem-movimento. São Paulo: Editora 34, 2018.

DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica. São Paulo: Editora 34, 1997.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. A Produção de Presença. Trad. Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro: Contraponto/Editora PUC-Rio, 2010.

HEMINGWAY, Ernest. As Cartas de Ernest Hemingway: 1907-1922. São Paulo: Martins Fontes, 2015.

HEMINGWAY, Ernest. O Sol Também Se Levanta. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014.

HEMINGWAY, Ernest. The Short Stories. Nova York: Scribner’s and Sons, 1995.

HEMINGWAY, Ernest. The art of ficction, n. 21. The Paris Review, 1958.

HOTCHNER, A. E. Papa Hemingway. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

HUGHES, Stuart. Consciousness and Society: The Reorientation of European Social Thought, 1890-1930. New York: Alfred A. Knopf, 1958.

JÜNGER, Ernst. Tempestades de Aço. São Paulo: Cosac & Naify, 2013.

LEVIN, Harry. Observations on the Style of Ernest Hemingway, The Kenyon Review, v. 13, n. 4 (Autumn, 1951), p. 581-609.

ROHY, Valerie. Hemingway, Literalism, and Transgender Reading. Twentieth Century Literature, v. 57, n. 2, 2011, p. 148-179.

SASSON, Siegfried. Memórias de um Oficial de Infantaria. São Paulo: Mundaréu, 2014.

WATT, Ian. A ascensão do romance: estudos sobre Defoe, Richardson e Fielding. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

Downloads

Publicado

11.04.2022

Como Citar

Macieira, J. A. (2022). Os fragmentos de Ernest Hemingway e a narrativa no século XX. Escrita Da História, 1(15), 35–57. Recuperado de https://www.escritadahistoria.com/index.php/reh/article/view/259

Edição

Seção

Dossiê: História e Linguagens: História. Ficção. Literatura